IMPRENSA E NOTÍCIAS

PORTÕES ARTEFERRO PARA A ESTAÇÃO DE MILÃO

Plano de renovação da Estação Central: é instalado o primeiro de 35 portões de proteção da Galleria delle Carrozze.

No início da manhã de hoje, quarta-feira, 11 de novembro, foi iniciada a instalação dos portões de proteção da Galleria delle Carrozze de Milão Central, a segunda estação ferroviária italiana em termos de tamanho e volume de tráfego. O amplo espaço monumental da Galleria, que conecta as praças IV Novembre e Luigi di Savoia e fica de frente para a praça Duca d’Aosta, abriga 500 metros quadrados de butiques. 

O design e instalação dos elementos de fechamento serão feitos pela Gonzato Contract (Ind.i.a. spa) com base em um projeto concordado com a Superintendência do Patrimônio Arquitetônico de Milão. O cliente é Stazioni Nord Facility, que faz parte do Grupo Navarra (Italiana Costruzioni). A intervenção faz parte de um processo de recuperação e valorização de todo o complexo, realizado pela Grandi Stazioni, subsidiária da Rede Ferroviária e participado de grandes grupos industriais privados.

No total, são 35 portões, sendo 10 deles fixos e 25 que podem ser abertos (alguns desses motorizados), de 2 metros de altura e de comprimentos variáveis de 2 a 9 metros, feitos em ferro forjado, metalizados e pintados a pó. Para atender à necessidade de praticidade e espaço, na fachada principal será instalado um portão articulado de duas folhas, cujo comprimento total é de 9 metros. A dimensão dos portões foi projetada especificamente para conter um eventual impacto da multidão, com uma resistência ao empuxo superior a 3kN/m. Os portões serão instalados utilizando somente fixações de solo por meio de flanges de aço dotadas de parafusos tira-fundo, especialmente projetadas para evitar a perfuração da pedra calcária com a qual foram feitas os contrafortes, permitindo assim o seu desbloqueio total. 

A instalação de todos os elementos metálicos será realizada pelos especialistas da Gonzato Contract, divisão da Ind.i.a. spa dedicada às grandes obras, enquanto a produção foi confiada aos artesãos da Arteferro, divisão da Ind.i.a. spa dedicada à produção de produtos semiacabados ornamentais.

A nota do presidente da Ind.i.a. spa, Arqt. Bruno Gonzato

 

“É uma honra para nós sermos responsáveis por essa importante intervenção, realizada em colaboração com a Superintendência do Patrimônio Arquitetônico local. A Estação Central é um espaço de excelência, situado no coração de Milão, centro de serviços da cidade e ruas comerciais, bem como principal polo de alta velocidade com conexão com o resto da Europa. Ficamos satisfeitos com o resultado final, do ponto de vista estético e funcional: as atividades comerciais no interior da Galleria delle Carrozze, há muito tempo fechada ao tráfego de veículos, disfrutará a partir de agora da proteção dos portões de ferro forjado feitos do zero, sem desrespeitar a arquitetura do edifício.