IMPRENSA E NOTÍCIAS

RESTAURAÇÃO DO COLISEU: INSTALADOS OS PRIMEIROS 5 PORTÕES

A Gonzato Contract, divisão da Ind.i.a. spa, terminou a instalação do primeiro fornecimento em apena cinco dias.

Vicenza, 13 de outubro de 2014 – A Gonzato Contract, divisão da Ind.i.a. spa dedicada aos fornecimentos especiais, instalou os primeiro cinco novos portões do anfiteatro Flaviano de Roma. Os arcos, do 52 ao 48, agora estão protegidos por mais de 5 toneladas de ferro forjado nas fábricas da Ind.ia. spa, empresa de Malo na província de Vicenza, líder mundial na fabricação e comercialização de metal para construção e arquitetura, com 24 fábricas ao redor do mundo.
Na segunda, 6 de outubro, entre os arcos liberados pelos andaimes e as pedras devolvidas ao seu antigo esplendor após sua restauração, deu-se início à complexa montagem. Para as arcadas, de diferentes tamanhos umas das outras, e as diferentes possibilidades de conexão das estruturas de ferro na alvenaria, fez-se necessária uma intervenção cuidadosa e específica em cada arco. Não obstante, a equipe de especialistas concluiu a instalação do primeiro fornecimento em apenas cinco dias.
Para supervisionar tudo, o arquiteto Bruno Gonzato, presidente da Ind.i.a. spa, juntamente com seu filho Davide, responsável pela divisão de contratos, que declararam: “Esses portões são uma obra de engenharia e artesanato a serviço de novos padrões de segurança e qualidade. Estamos orgulhosos de fazer parte do grupo de empresas convidadas para restaurar o anfiteatro mais famoso do mundo, símbolo da história e da cultura italiana”.
A restauração do Coliseu é a terceira importante restauração em Roma realizada pela empresa de Vicenza que, anteriormente, elaborou as forjas artísticas em ferro forjado para os portões da praça Vittorio Emanuele II e para as grades do Palácio de Justiça. 

O design e a produção

Para o design e produção de cada portão e grade, foram realizados levantamentos 3D por meio de modernos instrumentos a laser capazes de escanear o ambiente em 360º, verificando pontos, distâncias, superfícies e objetos. Com base nos dados coletados, realiza-se um design específico para que a posição das fixações se adapte aos arcos, um diferente do outro, aproveitando os espaços e a ausência de pilares. A fim de garantir um resultado final que respeitasse plenamente a memória arqueológica de um símbolo da história do nosso país, prestamos especial atenção ao acabamento do ferro, ao qual foi conferido um aspecto antigo através de um trabalho manual. Finalmente, com verniz especializado, também foi garantida a mais alta proteção contra os agentes atmosféricos.

O contrato de colaboração

O contrato de colaboração, assinado em fevereiro passado, refere-se ao fornecimento e instalação de 56 grades e 13 portões de ferro forjado com extremidades em forma de lanças retilíneas, para o fechamento dos arcos da 1ª ordem do anfiteatro. O conjunto das obras requer um agendamento preciso devido à necessidade de se manter o monumento aberto ao público, sem qualquer interrupção. O Coliseu atrai cerca de 5 milhões de visitantes ao ano, por isso as obras devem avançar de forma progressiva, de modo que não impeçam o acesso ao monumento.